Receptor elétrico

Um receptor elétrico é todo elemento do circuito elétrico que transforma energia elétrica em outra forma de energia que não seja calor. Devemos lembrar que os dispositivos que transformam energia elétrica em energia térmica apenas são os resistores e, desta maneira, evite confundir estes últimos com os receptores elétricos.
Bons exemplos de receptores elétricos são os motores elétricos, como os utilizados nos ventiladores e liquidificadores. Nestes casos a energia elétrica é transformada em energia mecânica que é a energia útil do aparelho, energia térmica e até mesmo energia sonora que formam a energia dissipada pelo aparelho. Simbolizamos a energia dissipada nos receptores com um resistor interno (r’).
Abaixo temos a representação de um receptor elétrico:
Onde:
ε’ = é a força contra eletromotriz.
r’ = resistência interna
i = corrente elétrica que atravessa o receptor
Observe que no receptor elétrico a corrente elétrica entra pelo pólo positivo e sai pelo pólo negativo passando pela resistência interna. Perceber o sentido da corrente elétrica é muito importante, em alguns exercícios, será uma das maneiras de identificarmos o receptor. Veja também que este sentido é oposto ao do gerador.
Estabelecendo-se uma diferença de potencial (ddp) entre os terminais de um receptor, o aparelho começa a funcionar e fazer sua função. A ddp utilizada nesta função é denominada força contra eletromotriz (ε’), ou seja, é a ddp útil.
Com base nas informações que temos do receptor já podemos pensar em uma equação característica deste elemento.
Sabemos que a ddp total é dividida em duas partes uma que é útil (ε’) e outra que é dissipada na resistência interna (r’). Lembre-se que, pela Lei de Ohm, U=r.i, então a equação que pensamos será:
U = ε’ + r’.i
Nos próximos textos veremos como resolver exercícios com receptores elétricos e como estes elementos trabalham no circuito elétrico.

Será que você está estudando da maneira certa?

Nem todo mundo sabe estudar, é claro que saber estudar é algo um pouco subjetivo. Não vou entrar no mérito da pedagogia para não levantar grandes discussões. O certo é que cada um de nós aprende de uma maneira diferente e cada um tem suas preferências na hora de estudar. Só que tem alguns hábitos e comportamentos que podem ajudar a aprender mais, se organizar nos estudos, conseguir mais atenção, foco e isso vai aumentar o poder de concentração atenção, aumentando assim a possibilidade de aprender mais conteúdos.

Infelizmente alguns alunos acreditam que estudar é apenas assistir aula, ler um conteúdo e fazer exercícios. E o erro de muitos professores da educação básica é não ajudar esses alunos a encontrarem os melhores caminhos para aprenderem mais. Depois de anos na escola muitos alunos ainda não sabem estudar. As vezes chega na faculdade por um vestibular privado e continua com as mesmas dificuldades. E todos sabem que QUEM NÃO SABE ESTUDAR NÃO É APROVADO.

Para ajudar os alunos a aprenderem a estudar, se prepararem para suas provas da escola, para o vestibular e principalmente para a prova do ENEM, eu elaborei um método de estudos, um passo a passo de como estudar para uma prova. Usando as melhores técnicas de estudos, com a ajuda de conteúdos da neurociência, podemos ter mais foco, organização, motivação e memorização durante os estudos. Quer saber como funciona? Clique aqui nesse link e saiba mais sobre o método Efeito Joule.

6 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

logo-fundo-transparente

Efeito Joule ®  2021
CNPJ: 22.288.851/0001-14

Vai fazer o ENEM 2021?

Então organize seus estudos, aprenda a estudar e se preparar de verdade para o ENEM.